Sonetos eternamente....

Olá !!! sejam bem vindos ao meu blog que abrangerá diversas composições de sonetos sobre alegria, melancolia, natureza, cotidiano, temas históricos e principalmente amar, essência do ser humano ; escritos com alma e coração, deixe seu comentário, critica ou sugestão. Obrigado pela visita , estarei sempre esperando por vocês... Abraços :))







domingo, 18 de fevereiro de 2018

Soneto da Solidão (Sonnet of Solitude)

ahhhh solidão, solidão, solidão, quem és tu??? solidão, minha prisão....
solidão, você és minha negação, minha decepção, minha comoção, minha atenção, minha afirmação...
solidão, solidão, solidão, companheira indesejada, inquestionada, és tu solidão???
solidão, interminável, inigualável, inatingível, desprezível...

ahhhh solidão, solidão, solidão...
até quando teus grilhões sufocarão minha alma contrita, taciturna e amargurada...
solidão, prisão, solidão, negação, solidão, afirmação...
tormenta que ninguém aguenta, ahhhh solidão, solidão, solidão...

ahhhh solidão, solidão, solidão...
prisão de minha alma que chora de uma saudade ensandecida....
chora melancolicamente, indiferente à tudo, penso em ti que fostes embora há tanto, tanto, tanto tempo...

ahhhh solidão, solidão, solidão....
 diante de minha amargura, véus plúmbeos, enigmáticos envolvem-me numa tormenta sem fim...
aumentando ainda mais minha solidão, solidão, solidão....






Crédito imagem: Conceito.de

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Alma morena (Brown soul)

alma morena...
ahhhh quem és tu???...
morena....
tão pura, tão angelical, tão deslumbrante, tão envolvente, tão surpreendente, tão sedutora, tão enlouquecedora, tão sonhadora...

alma morena...
penso em ti a cada segundo, a cada minuto, a cada hora, impossível viver sem ti, alma morena...
morena...
morena, cujos cabelos longos e negros, esvoaçantes, envolventes, aconchegantes como a brisa do anoitecer...
alma morena...

que direis de teus olhos castanhos, profundos, misteriosos, que paralisam, que seduzem, que enlouquecem??? alma morena...
que direis de teus lábios calientes???

alma morena...
que direis de teu corpo angelical, magistral, um enigma sedutor e enlouquecedor???...
alma morena... o tempo passa, a saudade atormenta-me, pois não consigo viver sem ti, alma morena...




Crédito Imagem: cortesia Dinha Bittencourt (arquivo pessoal)


Poema dedicado para a amiga e amante das artes, Dinha Bittencourt
O amanhã (The tomorrow)

é mais um ano que termina, sua apoteose, seu clímax, seu adeus...
erros, acertos, alegrias, melancolias, tristezas, ilusões, desilusões, houve tempo e tantos contratempos...
certezas, incertezas, houve ódio, mas, também houve amor, houve perdão, houve paz, houve esperança...
assim, mais um ano à partir, dando seus últimos suspiros, teus últimos momentos..

pois o amanhã já desponta no horizonte...
ahhhh, o amanhã, enigmático, imprevisível, que estás por vir...
o amanhã, o certo e o incerto estão em gênesis...
assim é o amanhã que estás por vir...

ahhhh, o amanhã...
medo, insegurança, aflição, não sei, tudo nebuloso, tudo enigmático...
mas, o amanhã nos leva a um novo caminho, pois o que  passou, passou...

o amanhã nos leva a recomeçar...
o amanhã nos convida a sonhar, a acreditar, a melhorar, dos erros em sermos ainda melhores...
o amanhã nos convida a termos fé, esperança com um mundo mais justo, solidário, entre todas as pessoas, pois assim és o amanhã que estás por vir....



poema escrito em 31/12/2017



crédito imagem: Somostodosum. IG

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Quem és tu:??? - Who are you???

Quem és tu???
ah morena, mulher sedutora, encantadora, deslumbrante, provocante...
quem és tu??? olhos castanhos, profundos, enigmáticos como o anoitecer a nos envolver..
que direis de teus lábios delicados, suaves, doces como o favo de mel...

Quem és tu???
olhar de mulher madura, jeito de menina, jovem, a desafiar o tempo e os contratempos...
teus cabelos negros, longos, esvoaçantes como a brisa do mar anunciando o anoitecer...
sim, você, és o bálsamo de minha alma, esqueço tudo, penso somente em você, quem és tu???

Quem és tu???
ao te observar não reajo, apenas rendo-me aos teus encantos...
sou prisioneiro de teus mistérios como o brilho do plenilúnio salpicado de estrelas...

Quem és tu???
 teu corpo moreno, caliente, envolvente, etéreo como o brilho do astro rei na imensidão do mar...
você, mistério que cruzastes meu caminho, que me fascinastes, quem és tu???





depositphotos

domingo, 13 de setembro de 2015

Naquela Mesa - That Table


Naquela mesa...
somente eu e ti, onde tudo iniciastes...
nossos olhares se cruzaram, se fixaram, se entrelaçaram...
tentei desvendar-lhes teus encantos, teus fascinios, teus mistérios...

ahhhh, naquela mesa...
você sorristes para mim, lhe retribui , tudo em sintonia, perfeito...
ao tocar-lhes suas mãos suaves, delicadas, angelicais, fascinantes...
senti as profundezas de minha alma serem banhadas por um bálsamo de serenidade...

ahhhh, naquela mesa...
queria lhe dizer tantas coisas, assim como tu...
o tempo passava, a noite avançava, nada me importava, importava somente você...

ahhhh, naquela mesa...
as estrelas cintilavam no céu, o plenilúnio brilhava intensamente, deslumbrantemente, majestosamente...
preferi ignorá-los, pois você diante de mim era tudo, razão de meu viver, intenso, pois tudo começastes, entre eu e ti, naquela mesa...




chrisgontijo.com.br 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Abraçados - Embraced

abraçados...
somente eu e ti, abraçados, enamorados, almas que se entrelaçam...
conjunções, emoções, corações que se doam, somos únicos...
assim estamos, amados, enamorados, abraçados...

abraçados...
indiferentes ao tempo que se passa, que não volta, que insiste seguir em frente...
nada importa, importa...
é que estajamos sempre abraçados...

abraçados...
quisera eu, quisera ti, nos olharmos, nos desvendarmos, nos beijarmos...
enfim, cada vez mais abraçados...

abraçados...
a contemplarmos a brisa suave da manhã, o verde infinito; à espera do crepúsculo, do plenilúnio e das estrelas cintilantes...
a nos abençoar, assim estaremos, sempre abraçados, cada vez mais abraçados....




credito da imagem: www.photaki.com

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Esses olhos verdes - These green eyes

ahhhh, esses olhos verdes....
tão penetrantes, tão envolventes, tão aconchegantes, tão deslumbrantes....
tão enigmáticos, misteriosos, que abraçam-me, que envolvem-me como a brisa suave da manhã...
ahhhh, esses olhos verdes...

ahhhh, esses olhos verdes....
tão angelicais, tão puros, tão imensos em beleza como os verdes campos de minha terra...
deito-me na relva úmida, destas campinas imensas e longinquas...
fecho meus olhos para pensar somente em ti e nesses olhos verdes....

ahhhh, esses olhos verdes....
que brilham como a pureza e a delicadeza de uma esmeralda....
tão suaves, tão puros, tão majestosos, tão sublimes,esqueço tudo, penso somente em ti, penso somente nesses olhos verdes...

ahhhh, esses olhos verdes....
o tempo passa, a saudade me atormenta, me sufoca, me enlouquece....
não posso ficar muito tempo assim, preciso olhar, contemplar, admirar essas jóias que brilham como as estrelas no infinito, graciosas como o luar que desfila no céu, és meu bálsamo, a razão de meu viver, esses olhos verdes... 
                        





www.mulheresdicas.com.br.